Vagas para 2015

O ofício de soldador é um dos mais exigentes do campo industrial. Um soldador não só deve ter aptidões, desde o ponto de vista físico e de destrezas adquiridas, para trabalhar com a junção de materiais termoativos. Também deve possuir toda uma bagagem de conhecimentos sobre segurança laboral, manejo e manutenção de equipamentos e química e física dos materiais metálicos.

Trata-se de uma das profissões em que mais conta a experiência laboral. Porém, o conhecimento técnico é fundamental para atingir posições mais vantajosas na indústria.

O curso de Tecnologia da soldagem é um dos programas oferecidos pelo Curso Intensivo de Preparação de Mão de Obra Industrial (CIPMOI) da Escola de Engenharia da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

O CIPMOI é uma atividade de extensão universitária de prestígio, ativa há quase 60 anos e dirigida a trabalhadores das áreas de construção civil, elétrica e mecânica. O objetivo dela é oferecer ferramentas aos operários do ramo a fim de aprofundarem conhecimentos teóricos sobre os seus ofícios.

O programa também é um espaço de reflexão sobre economia, sociedade e mercado laboral no Brasil. Além disso, sendo a UFMG uma das maiores instituições de pesquisa do país, o CIPMOI também é um espaço de contato entre os conhecimentos empírico e acadêmico.

O CIPMOI de Tecnologia da soldagem capacita na elaboração e execução de procedimentos de solda em diversos setores da indústria. O programa consta de 450 horas/ aula, distribuídas nas disciplinas de comunicação e relações humanas, matemática, informática, processos de soldagem, fundamentos de soldagem e laboratório de solda.

As disciplinas são ministradas por 15 instrutores, sendo quatro deles responsáveis pela administração do curso, em conjunto com cinco professores.

Público alvo

Soldadores e ajudantes de soldagem. Trata-se de um curso de aperfeiçoamento e não de profissionalização. O requisito mínimo de ingresso é ter Ensino Fundamental II não concluído. A experiência na área será avaliada em um processo seletivo que consta de uma prova e uma entrevista.

Perspectivas no mercado de trabalho

O soldador é um profissional é altamente requerido em indústrias metalúrgicas e montagem de peças mecânicas, bem como na indústria automotriz, construção de navios, aviões, entre outros. As especializações neste campo, especialmente no complemento com montagem, supõem melhores perspectivas laborais.

Média salarial

Embora os salários dos soldadores tenham caído durante o ano 2015, um soldador com experiência, no Brasil, tem um piso salarial de R$ 1250, uma média de R$ 1780 e um máximo de R$ 2640. Já um soldador montador tem um piso salarial de R$1500, uma média de R$ 1850 e um tope de R$ 2350. Um inspetor de solda com certificações pode ganhar, como piso salarial, R$ 3500. A média deste ofício é de R$ 6150 e máximo pode atingir R$10000.

Dica

O conhecimento teórico básico sobre técnicas e tecnologias de soldagem, comportamento de materiais e manipulação de equipamentos é fundamental para realizar cursos especializados que permitem aspirar a cargos de inspeção e supervisão.

Vagas para 2015

Aulas: de segunda a sexta-feira, das 19h00 às 22h15

Inscreva-se em: Escola de Engenharia da UFMG, bloco 3, sala 2031, Campus Pampulha, Belo Horizonte, MG. É requerido um documento com foto e o pagamento de uma taxa de inscrição de R$20. Realizar-se-á uma prova de conhecimentos. Os aprovados passarão, depois, por uma entrevista.

Período de inscrição: Segunda-feira 14/12/2015 a sexta-feira 18/12/2015 (das 19:00 ás 21:00 hs.) e sábado 19/12/2015 (das 09:00 ás 16:00 hs.).

Prova: sábado 17/01/2016

Resultado das provas: 25/01/2016 a 29/01/2016

Entrevistas: segunda-feira 01/02/2016 a 05/02/2016

Resultado das Entrevistas: 15/02/2016 a 19/02/2016

Matricula: 22/02/2016 a 26/02/2016

Início das aulas: 14/03/16

Vagas para 2015

Deixe seu Comentário